.

quinta-feira, janeiro 24, 2013

Nova presidente da Aprece é escolhida em encontro de prefeitos


A defesa municipalista na região é uma das principais bandeiras de luta da nova diretoria da entidade cearense

Fortaleza. Mobilizar os prefeitos para formar uma frente permanente em defesa do municipalismo, a fim de melhorar a atividade do gestor e, principalmente, a qualidade de vida das comunidades do Ceará.

Educação, Saúde e Meio Ambiente foram alguns dos painéis ocorridos durante o dia, que se encerrou aclamando Adriana Pinheiro Barbosa, a Aninha, nova presidente da Aprece fotos: JL Rosa Com esse propósito, foi aclamada, ontem, a nova presidente da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), Adriana Pinheiro Barbosa, conhecida como Aninha, no encerramento do Encontro Novos Gestores Municipais 2013-2016, promovido pela entidade no Centro de Eventos do Ceará. Ela concorreu em chapa única à sucessão de Eliene Brasileiro, ex-prefeita de General Sampaio.

Aninha, que é prefeita de Fortim, defende uma continuação das ações empreendidas por Eliene Brasileiro, especialmente na interlocução com os entes federal e estadual, na solução de problemas enfrentados pelos municípios cearenses.

O encontro foi concebido para promover debates com os prefeitos, vereadores e auxiliares das administrações municipais que iniciam na nova gestão assuntos de primeira ordem para as cidades. Na parte da manhã, as palestras tiveram início com o Painel "O Plano Nacional de Educação e os Desafios do seu Financiamento". O debate contou com a participação do senador José Pimentel; da secretária de Educação do Estado, Izolda Cela; do consultor econômico da Aprece, Irineu Carvalho; e do secretário de Educação de Miraíma, Vilemar Marinho, representando a União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). Os debates se concentraram na limitação de recursos para a implementação de uma educação de qualidade. O senador José Pimentel defendeu maior conta dos royalties do petróleo para o setor e afirmou que, caso a matéria entre na pauta do Congresso Nacional, os vetos da presidente Dilma deverão ser derrubados pela maioria dos senadores e deputados federais, inclusive contando com o apoio das bancadas governistas. Os vetos atendem os interesses de três Estados: Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo.
Via DN

domingo, janeiro 20, 2013

HIPERTENSÃO ARTERIAL | Sintomas e tratamento


hipertensão arterial é uma das doenças mais prelevantes no mundo, acometendo cerca de um terço da população adulta do planeta. Nas últimas décadas o número de hipertensos tem aumentado progressivamente devido a fatores como maior expectativa de vida, maior incidência de obesidade, sedentarismo e maus hábitos alimentares. Neste texto abordaremos o diagnóstico, as complicações e os sintomas da hipertensão arterial, conhecida popularmente como pressão alta.

Este é o primeiro texto da nossa série sobre hipertensão arterial, composta também pelos seguintes temas:

CAUSAS DE HIPERTENSÃO ARTERIAL (PRESSÃO ALTA)
TRATAMENTO DA HIPERTENSÃO | Captopril, Enalapril, Losartan
TRATAMENTO DA HIPERTENSÃO | Nifedipina, Adalat, Amlodipina... 
HIPERTENSÃO ARTERIAL DE DIFÍCIL CONTROLE 
EFEITOS DO SAL NA PRESSÃO ARTERIAL 
ECLÂMPSIA | PRÉ-ECLÂMPSIA | Sintomas e tratamento

Quando se deve medir a pressão arterial?

Um dos grandes problemas da hipertensão arterial é o fato desta ser assintomática até fases avançadas. Não existe um sintoma típico que possa servir de alarme para estimular a procura por um médico.Achar que é possível estimar se a pressão arterial está alta ou normal baseado na presença ou na ausência de sintomas, como dor de cabeça, cansaço, dor no pescoço, dor nos olhos, sensação de peso nas pernas ou palpitações, é um erro muito comum.  Um indivíduo que não costuma medir sua pressão arterial simplesmente porque não tem nenhum sintoma, pode muito bem ser hipertenso e não saber. Por outro lado, se o paciente é sabidamente hipertenso, mas também não mede a pressão arterial periodicamente, pode ter a falsa impressão de a ter controlada. Não existe nenhuma maneira de avaliar a pressão arterial sem que se faça a aferição da mesma através de aparelhos específicos. Todo indivíduo adulto deve pelo menos uma vez a cada dois anos medir sua pressão arterial. Se o paciente for obeso, fumante, diabético ou se tiver história familiar de hipertensão arterial, a pressão deve ser medida com uma periodicidade maior. Já aqueles pacientes sabidamente hipertensos devem medir a pressão arterial pelo menos uma vez por semana para saber se a hipertensão está bem controlada. Hoje em dia já existem aparelhos de medir a pressão arterial automatizados, que podem ser adquiridos pelos pacientes para aferição da pressão em casa.

Diagnóstico da hipertensão arterial

Um erro comum no diagnóstico da hipertensão é achar que o paciente é hipertenso baseado apenas em uma aferição isolada da pressão arterial. Um paciente hipertenso pode ter momentos do dia em que a pressão esteja dentro ou próximo da faixa de normalidade, assim como uma pessoa sem hipertensão pode apresentar elevações pontuais de pressão arterial devido a fatores como estresse e esforço físico. Portanto, não se faz diagnóstico, nem se descarta hipertensão, baseado em apenas uma única medida.Vários fatores podem alterar a pressão arterial pontualmente, entre eles, estresse, esforço físico, uso de bebidas alcoólicas, cigarro, etc. A maioria das pessoas só procura medir sua pressão após eventos de estresse emocional ou dor de cabeça, situações que por si só podem aumentar os níveis tensionais. Para se dar o diagnóstico de hipertensão arterial são necessárias de três a seis aferições elevadas, realizadas em dias diferentes, com um intervalo maior que um mês entre a primeira e a última aferição. Deste modo, minimiza-se os fatores confusionais externos. O paciente considerado hipertenso é aquele que apresenta a sua pressão arterial elevada frequentemente e durante vários períodos do dia.

O que é o M.A.P.A?

Hipertensão arterialQuando após algumas aferições da pressão ainda há dúvidas se o paciente é realmente hipertenso ou apresenta apenas pressão alta por ficar nervoso durante a medição da pressão arterial, o ideal é solicitar um exame chamado M.A.P.A (Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial). Este exame é basicamente um aparelho de pressão que fica no braço do paciente durante 24h, aferindo e registrando seus valores da pressão arterial diversas vezes por dia, em situações diárias comuns, como dormir, comer, trabalhar, etc Após 24h de aferições, o aparelho é entregue ao médico que faz a interpretação dos registros. Pessoas com mais de 50% das aferições elevadas são consideradas hipertensas. Entre 20% e 40% das medições elevadas, são pessoas com grande risco de desenvolver hipertensão arterial, o que já indica mudanças nos hábitos de vida e de alimentação. Pessoas normais apresentam a pressão controlada por mais de 80% do dia. O M.A.P.A pode ser usado para se fazer o diagnóstico de hipertensão arterial nos casos duvidosos mas também para se ter uma ideia da efetividade do anti-hipertensivos naqueles pacientes já sabidamente hipertensos e em tratamento. Se o paciente é hipertenso, está a tomar medicamentos e apresenta ao M.A.P.A pressões altas ao longo do dia, isto é um forte indício de que o tratamento proposto não está sendo eficaz.

Critérios para hipertensão arterial

A definição mais aceita hoje em dia sobre hipertensão é a seguinte:
Normotensos: pressões menores ou igual a 120/80 mmHg
Pré-hipertensos: Pressões entre 121/81 - 139/89 mmHg
Hipertensos grau I : Pressões entre 140/90 - 159/99 mmHg
Hipertensos grau II: Pressões maiores ou iguais a 160/100 mmHg

Hipertensão do jaleco branco (bata branca)
Dá-se o nome de hipertensão arterial do jaleco branco quando encontramos pacientes que só apresentam pressão alta durante as consultas médicas. São pessoas que ficam ansiosas na presença do médico e a pressão sobe pontualmente. Em casa, fora das consultas, apresentam a pressão arterial na faixa da normalidade. Às vezes é difícil diferenciá-los dos hipertensos verdadeiros. Em geral é preciso realizar o M.A.P.A para se ter certeza.

A hipertensão do jaleco branco não é hipertensão propriamente dita, mas acomete pessoas que apresentam maior tendência de desenvolvê-la, sendo um fator de risco para hipertensão real. Estes pacientes têm indicação para mudanças nos hábitos de vida visando impedir a progressão para a doença estabelecida.

Consequências da hipertensão 

A hipertensão está associada a diversas doenças graves como:

- Insuficiência cardíaca (leia: INSUFICIÊNCIA CARDÍACA - CAUSAS E SINTOMAS)
- Infarto do miocárdio (leia: SINTOMAS DO INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO E ANGINA)
- Arritmias cardíacas (leia: PALPITAÇÕES, TAQUICARDIA E ARRITMIAS CARDÍACAS)
- Morte súbita
- Aneurismas (leia: O QUE É UM ANEURISMA ?)
- Perda da visão (retinopatia hipertensiva)
- Insuficiência renal crônica (leia: INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA - SINTOMAS)
- AVC isquêmico e hemorrágico (leia: ENTENDA O AVC - ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL)
- Demência por micro infartos cerebrais.
- Arteriosclerose

A hipertensão arterial raramente tem cura e o objetivo do tratamento é evitar que órgãos como coração, olhos, cérebro e rins (chamados de órgãos alvos) sofram lesões que causem as doenças descritas acima.

Como já mencionei, as lesões iniciais da hipertensão arterial são assintomáticas, porém, existem exames que podem detectá-las precocemente.

HIPERTENSÃO E RINS

Uma manifestação precoce de lesão renal pela pressão alta é a presença de proteínas na urina, chamada proteinúria (leia: PROTEINÚRIA, URINA ESPUMOSA E SÍNDROME NEFRÓTICA ). Essas proteínas podem ser detectadas facilmente através de um exame de urina simples chamado de E.A.S (leia: ENTENDA SEU EXAME DE URINA). Pequenas quantidades de proteínas são assintomáticas. Lesões renais avançadas levam a grandes proteinúrias, que se manifestam como uma grande formação de espuma na urina (tipo colarinho de chopp). Outro sinal de doença avançada é a elevação da creatinina sanguínea (leia: CREATININA E UREIA).

A pressão alta, se não tratada, pode a longo prazo levar à insuficiência renal terminal e necessidade de hemodiálise.

HIPERTENSÃO E OLHOS

A hipertensão arterial leva à lesão dos vasos que irrigam os olhos causando perda progressiva da visão. Um exame de fundo de olho pode revelar lesões precoces que ainda não causam sintomas. É aquele exame simples em que o médico dilata a nossa pupila e depois observa o olho com uma lanterna especial.

Comparem as duas fotos abaixo de um exame de fundo de olho. A primeira é de um olho normal. O segundo é um olho com retinopatia hipertensiva avançada. As manchas vermelhas arredondadas são hemorragias e as manchas claras são pus. Reparem na deformidade dos vasos. (leia: FUNDO DE OLHO | Oftalmoscopia).

Fundo de olho normalFundo de olho - hipertensão arterial

HIPERTENSÃO E CORAÇÃO

O coração é talvez o órgão que mais sofra com a hipertensão. A pressão arterial elevada faz com o ele tenha que bombear o sangue com mais força para vencer essa resistência. O coração é um músculo e como tal se hipertrofia (aumenta a massa muscular) quando submetido a esforços cronicamente. Um coração com massa muscular aumentada apresenta um espaço menor na sua cavidade para receber sangue. Isso é chamado de disfunção diastólica.

A hipertrofia do ventrículo esquerdo e a disfunção diastólica são os sinais mais precoces de estresse cardíaco pela hipertensão. Podem ser detectados no eletrocardiograma, mas são mais facilmente vistos no ecocardiograma.

Como um elástico que durante muito tempo foi esticado e acaba por perder sua elasticidade, ficando frouxo, o coração depois de anos de estresse pela hipertensão deixa de hipertrofiar e começa a dilatar-se, perdendo a capacidade de bombear o sangue. A esta fase dá-se o nome de insuficiência cardíaca (leia: INSUFICIÊNCIA CARDÍACA - CAUSAS E SINTOMAS).

A hipertensão também aumenta o risco de doença coronariana, estando os pacientes hipertensos mal controlados sob maior risco de infarto do miocárdio (leia. INFARTO DO MIOCÁRDIO | Causas e prevenção).

HIPERTENSÃO E CÉREBRO

Um dos mais importantes fatores de risco para AVC (derrame cerebral) é hipertensão arterial (leia: AVC (acidente vascular cerebral) ).

Muitas vezes os infartos cerebrais são pequenos e não causam grandes sequelas neurológicas. Conforme o tempo passa e hipertensão não é controlada, essas pequenas lesões vão se multiplicando, sendo responsáveis pela morte de milhares de neurônios. O paciente começa a apresentar um quadro de progressiva perda das capacidades intelectuais, que costuma passar despercebida pela família nas fases iniciais, mas que ao final de vários anos leva a um quadro chamado de demência multi-infarto ou demência vascular.

Na maioria das vezes, estas lesões de órgãos importantes causadas pela hipertensão arterial mal controlada podem ser revertidas se tratadas a tempo. Mas para isso é necessária a conscientização de que a hipertensão deve ser tratada antes dos sintomas das lesões destes órgãos aparecerem, e não depois.

Os principais fatores de risco para hipertensão arterial são:

- Raça negra
- Obesidade
- Elevado consumo de sal (leia: SAL E HIPERTENSÃO)
- Consumo de álcool (PERIGOS DO CONSUMO DE ÁLCOOL E DO ALCOOLISMO)
- Sedentarismo
- Colesterol alto
- Apneia obstrutiva do sono
- Tabagismo
- Diabetes Mellitus (Leia: DIABETES | Diagnóstico e sintomas)

Hipertensão maligna e urgência hipertensiva

A hipertensão maligna é uma emergência médica e ocorre quando há um aumento súbito dos níveis da pressão arterial, causando lesão aguda de órgãos nobres como rins, coração, cérebro e olhos. A hipertensão maligna normalmente se apresenta com valores de pressão sistólica acima de 220 mmHg ou diastólica acima de 120 mmHg

As manifestações mais comuns são insuficiência renal aguda, hemorragias da retina, edema da papila do olho, insuficiência cardíaca aguda e encefalopatia (alterações neurológicas pela pressão elevada).

Nem todo paciente com níveis elevados de pressão arterial apresenta hipertensão maligna. Para que isso ocorra é preciso, além da hipertensão grave, haver sintomas e lesões agudas de órgãos nobres. Quando os níveis tensionais estão muito elevados, normalmente acima de 180 x 120 mmHg, mas não há sintomas ou lesões agudas de órgãos, chamamos de urgência hipertensiva.

A hipertensão maligna é indicação de internação e redução rápida dos valores da pressão. Na urgência hipertensiva, não há necessidade de hospitalização e a pressão pode ser reduzida gradativamente ao longo de 24-48 horas.

Tratamento da hipertensão arterial

Uma vez feito o diagnóstico, todos os doentes devem se submeter a mudanças de estilo de vida antes de se iniciar terapia com medicamentos. As principais são:

- Redução de peso
- Iniciar exercícios físicos
- Abandonar cigarro (leia: MALEFÍCIOS DO FUMO)
- Reduzir o consumo de álcool (leia: MALEFÍCIOS DO ÁLCOOL)
- Reduzir consumo de sal 
- Reduzir consumo de gordura saturada (leia: COLESTEROL BOM (HDL) E COLESTEROL RUIM (LDL))
- Aumentar consumo de frutas e vegetais

A redução da pressão com essas mudanças costuma ser pequena e dificilmente uma pessoa com níveis pressóricos muito altos (maior que 160/100 mmHg) atinge o controle sem a ajuda dos remédios. Todavia, nas hipertensões leves, há casos em que apenas com controle do peso, dieta apropriada e prática regular de exercícios consegue-se o controle da pressão arterial. O problema é que a maioria dos pacientes não aceita mudanças nos hábitos de vida e acabam tendo que tomar medicamentos para controlar a pressão.

Aqueles doentes que já chegam ao médico com pressão alta e sinais de lesão de algum órgão alvo devem iniciar tratamento medicamentoso logo, uma vez que o fato indica hipertensão de longa data. Obviamente, as mudanças de estilo de vida também estão indicadas neste grupo. 

Apenas pacientes com sinais de lesão de órgão alvo, insuficiência renal crônica (leia: VOCÊ SABE O QUE É CREATININA ?), diabetes ou com doenças cardíacas, devem iniciar o tratamento com drogas imediatamente.

Remédios para hipertensão arterial (anti-hipertensivos)

Vou descrever os principais medicamentos usados para controlar a pressão alta. Não use esse texto para se auto-medicar (até porque não descrevei as doses), mas sim para poder discutir com seu médico a droga mais indicada no seu caso.


São inúmeras as drogas usadas no tratamento da hipertensão arterial, porém quatro classes são classificadas de drogas de primeira linha. É importante destacar que muitos pacientes precisam de mais de um medicamento para controlar sua pressão arterial. Algumas pessoas têm hipertensão de difícil controle e, às vezes, precisam de até seis drogas anti-hipertensivas. O tratamento dos casos de hipertensão arterial de difícil controle será discutido em um texto à parte: HIPERTENSÃO ARTERIAL DE DIFÍCIL CONTROLE.

1.) Diuréticos tiazídicos (leia: DIURÉTICOS - Furosemida, Hidroclorotiazida, Indapamida)

Ex: Hidroclorotiazida, Indapamida e Clortalidona

São drogas baratas e com bons resultados. Se não forem a primeira opção, devem ser na pior das hipóteses a segunda. Essa classe de diuréticos é uma ótima primeira opção como anti-hipertensivos para negros e idosos.

Doses muito elevadas podem atrapalhar o controle da glicemia em diabéticos. Diuréticos aumentam o ácido úrico e devem ser evitados em quem tem gota (leia: GOTA e ÁCIDO ÚRICO).

O Lasix (furosemida) é um diurético de outra classe e não está indicado como primeira linha no tratamento da hipertensão, exceto em doentes com insuficiência cardíaca ou insuficientes renais crônicos.

2.) Inibidores da ECA (IECA) e Antagonistas dos receptores da angiotensina 2 (ARA2) (leia: TRATAMENTO DA HIPERTENSÃO - Captopril, Enalapril, Losartan...)

Ex: Captopril, enalapril, ramipril, lisinopril, losartan, candesartana, olmesartana

Também excelentes drogas para o controle da pressão arterial. São indicados principalmente em jovens, pessoas com doença cardiovascular e insuficiente renais crônicos , principalmente se já houver proteinúria.

Funcionam mal em negros. Podem elevar o potássio sanguíneo e causar alergias em alguns doentes.

3.) Inibidores do canal de cálcio (leia: TRATAMENTO DA HIPERTENSÃO | Nifedipina, Adalat, Amlodipina...)

Ex: Nifedipina e Amlodipina

Melhor escolha para negros e muito bom para idosos.

É uma classe de hipertensores com forte ação, sendo um boa opção quando a pressão alta não cede com diuréticos ou IECA.

Algumas pessoas apresentam edemas (inchaços) nos membros inferiores como efeito colateral (leia: INCHAÇOS E EDEMAS ).

4.) Beta-Bloqueadores

Ex: Propranolol, Atenolol, Carvedilol, metoprolol, bisoprolol

São inferiores aos três anteriores, mas devem ser primeira escolha nos doentes com doença cardiovascular, arritmias cardíacas, enxaqueca (leia: DOR DE CABEÇA (CEFALEIA)), hipertireoidismo (leia: DOENÇAS E SINTOMAS DA TIREOIDE ) e pessoas ansiosas com tremores das mãos.

Não deve ser usado em asmáticos e pessoas com frequência cardíaca abaixo dos 60 batimentos por minuto.

Doentes com hiperplasia benigna da próstata devem usar uma outra classe chamada de Bloqueadores alfa como o Prazosin e o Doxazosin. São drogas de segunda linha que não devem ser prescritas em outros grupos Neste casos graves, de difícil controle, existem alternativas como hidralazina, metildopa, clonidina e minoxidil, medicamentos mais potentes, mas também com maior incidência de efeitos colaterais.


Do site http://paulaleonny.no.comunidades.net
 

domingo, abril 15, 2012

TV Chapada do Araripe está de Cara Nova e prepara programas semanais de Entrevistas e Shows


Novidade no Ar...




A TV Chapada do Araripe ( Antes referenciada como TVCrato ) é uma coleção crescente de vídeos, reportagens, entrevistas e apresentações musicais direcionadas a mostrar a Arte, Cultura e a Informação na região do Cariri Cearense. Estamos trabalhando atualmente no sentido de disponibilizar novos programas semanais, que estrearão em breve. O novo site abriga as produções da WEB-TV Chapada do Araripe exibidos ao longo de vários anos, e pode ser acessado pelo link: www.tvchapadadoararipe.com

Veja as novas vinhetas da TV Chapada do Araripe:

Uma das novas vinhetas do canal:



Vinheta do Programa "DM STUDIO", que está em fase de pré-produção:



Já está em fase de pré-produção o mais novo programa da TV Chapada do Araripe, o "DM STUDIO", apresentado pelo pianista Dihelson Mendonça, o programa será mais que um Talk Show; Trará toda semana um convidado para entrevista, reportagens sobre os assuntos que foram destaque durante a semana no Cariri, no Brasil e no Mundo. Em breve!

Dihelson Mendonça
Administrador do Sistema Chapada do Araripe de Comunicação

www.tvchapadadoararipe.com
www.radiochapadadoararipe.com
www.chapadadoararipe.com ( Portal de notícias do cariri )
www.blogdocrato.com ( o maior acervo do Crato na Internet )
www.filhoseamigosdocrato.com ( Comunidade do Crato no facebook )

sexta-feira, março 30, 2012

HOJE - Sexta-Feira, dia 30 - Dihelson Mendonça é entrevistado no Programa Cariri Encantado da Rádio Educadora do Cariri

.

HOJE, Sexta-Feira, dia 30 de Março
Horário: 14:00
Rádio Educadora do Cariri
O programa pode ser ouvido pelo Blog do Crato ou qualquer site da Rede Blogs do Ceará que tenha o player da Rádio Chapada do Araripe - Ex. Cariricult, Cariricaturas, Blog do Sanharol, Beto Fernandes, etc, ou pelo site da Rádio Educadora:

quinta-feira, março 15, 2012

Aniversário do Haroldo Ribeiro - 15 de Março


Hoje é um dia muito especial. O dia do aniversário do meu irmão, do meu melhor amigo, daquele que contribuiu muito para a minha vida em todos os sentidos.

Mesmo o pouco que eu sou, devo quase tudo a este homem que me abriu as portas não só para o mundo da música, como também para as grandes questões da vida, que um rapazinho bobo de vinte e poucos anos jamais iria pensar por si mesmo. Hoje é o aniversário do Dr. Haroldo Heitor Ribeiro ( pai ).

Haroldo é um ser de características divinas. A sua retidão, honestidade, firmeza, auto-controle ( isso mesmo ), sapiência imensa em quase todas as áreas, sempre causou espanto a quem o conhece. Alguém não poderia ser mais feliz do que eu por ter por muito tempo convivido com este verdadeiro gênio da vida, que contagia com suas idéias, alegria, excentricidades quem dele se aproxima.

Ninguém fica indiferente ao Haroldo Ribeiro. Ou se ama, ou se o detesta, mas sairá dizendo que conheceu um grande homem, e isso para mim, é a maior marca que um ser humano pode almejar nesta terra, pois o mais, é efêmero. Todos os nossos sonhos perecerão um dia. Progressos materiais de nada servem, a não ser enquanto estamos aqui. O melhor da vida é viver a própria vida com dignidade, com amor, com MÚSICA. São infindáveis os ensinamentos do Haroldo, e em pé de igualdade a qualquer sábio do oriente, muitos de nós deve parte do nosso progresso às suas muitas lições de vida, em conversas filosóficas e nos exemplos.

Meu querido irmão Haroldo. Como sempre dizemos, grandes amigos são os irmãos não-consanguíneos que a gente pôde escolher. Desejo-lhe um Feliz Aniversário, e Felicidade, muita PAZ, entrelaçada com momentos da mais perfeita alegria. Nem sei o que de bom eu possa mais te desejar mais aqui, porque minha alma já está tão feliz pelo dia de hoje que só é possível apenas sentir sem palavras.

E tu bem sabes que eu te desejo tudo de bom sempre, mas eu queria mesmo espalhar essa novidade a todos que não o sabem, através das minhas desengonçadas palavras improvisadas neste choro-canção...

Um grande abraço, meu amigo!
Acima de tudo, eu só te peço uma coisa: Que continue a ser cada vez mais o que sempre foi: Um grande amigo de todos.

Dihelson Mendonça
( perdoe-me os muitos erros ortográficos desse pobre redator, a pressa também é inimiga do ótimo ), rs rs rs.

quinta-feira, janeiro 19, 2012

O que é melhor pra cidade ? Mudar um problema que acontece uma vez no ano, ou um que existe todo dia ?


O parque de Exposições é pra ser usado o ano inteiro pela população, e não apenas durante uma semana. Vamos derrubar aqueles muros! O Crato também precisa de novas avenidas perimetrais, ligando do Centro de Convenções ao Grangeiro, por dentro, criando novos bairros e valorizando terras onde hoje é apenas mato!

Dihelson Mendonça

http://4.bp.blogspot.com/-Epspkwu4_fw/TxdJ7jJYZkI/AAAAAAAAdu0/N4kw9XHPPPE/s1600/parque02.jpg


Como todos nós sabemos, há uma grande discussão no Crato sobre o que fazer com o Parque de Exposições, que já não comporta o volume de pessoas e investimentos. Alguns são da opinião que deve-se construir um novo parque. Outros são a favor que se amplie o atual. Os motivos são variados. O local se tornou pequeno. Entretanto, pouca gente sabe que apenas 30 a 40 por cento do espaço é utilizado para a Expocrato.

Em 2009, o governador Cid Gomes ofereceu 25 milhões para a expocrato ( Para construção de um novo parque ou reforma do atual ). A prefeitura então, entregou um projeto que já dispunha, de ampliação e reforma, elaborado em 2005/2006 que passa a utilizar os outros 70% da área, e transformaria o parque numa área verde da cidade para uso diário pela população, e não apenas uma vez por ano, como acontece hoje.

O parque ampliado seria um Parque Central Arborizado, uma espécie de IBIRAPUERA Cratense, com Lago, pistas de cooper, anfiteatro, etc, uma área de lazer para ser usada o ano todo pela população. Convenhamos que é muita sem serventia um parque cercado de muros para ser usado apenas só uma vez ao ano localizado em área nobre, no centroda cidade. É preciso derrubar os muros e deixar a população usar, ms não só isso, melhorar a infraestrutura toda.

E o destino da URCA ?

A URCA deveria sair dali, porque causa problemas de infraestrutura o ano inteiro, todos os dias, com dezenas de ônibus atrapalhando e poluindo o centro da cidade, e agora pior, porque não podem trafegar veículos pesados, causando um gargalo no tráfego de veículos. Sou a favor que a URCA se mude para a Cidade Universitária, junto com a Faculdade Católica e o Centro de Convenções, formando o maior aglomerado de educação do Cariri em terras cratenses. O que é melhor para nossa cidade, remover um problema que acontece uma vez ao ano, ou um que acontece todo dia ?

No projeto de ampliação da Expocrato elaborado pela equipe do Prefeito Samuel Araripe, contempla ainda a construção de 5 avenidas saindo do Centro de Convenções por dentro, passando pela expocrato e indo ao parque Grangeiro e Lameiro, que criaria vários novos bairros no Crato, valorizando terras onde hoje é apenas mato. Pois bem, esse projeto já orçado em todos os custos foi entregue ao Governador já por 5 vezes, que deu o silêncio como resposta desde 2009.

Cadê o nosso governador que não sustentou a promessa que fez aos Cratenses ?

Por: Dihelson Mendonça

sábado, dezembro 17, 2011

Mensagem ao Bruce Bueno de Mesquita

Bruce Bueno de Mesquita é na atualidade, uma das figuras mais controversas do planeta. Ele é um "profeta" que usa a teoria dos jogos e a matemática pura, com alta tecnologia para prever desastres mundiais, tendências e coisas do gênero. Assisti a uma palestra dele via internet, muito interessante, no site TED, onde estamos conversando sobre o Bruce e o seu método. Um dos comentaristas escreveu sobre a relação do povo judeu com o governo iraniano, e isso levou o Bruce a quebrar uma de suas próprias regras, que é não discutir o assunto via internet. Ele, que demonstra agir totalmente pela razão, foi apanhado de surpresa pela emoção e acabou mudando todo o rumo da discussão.

Sobre isso, escrevi o seguinte comentário, que publico aqui no meu blog para alertar da tendência que alguns possuem de verem apenas as profecias que acontecem, desconsiderando as que nunca são cumpridas:

"See, Bruce, how the world is really unpredictable. You broke your own rule by writing here. On the same way, new facts not taken into account can contribute to a whole new future. Emotion is involved, you reacted based on emotion, you are a human being. A single and unpredictable Individual fact can change the world, for example, the assassination of Austria-Hungary's heir, which led to the WWI.

But above all this, there´s and old saying: "You know when a prophet is true, when his predictions are fulfilled". But we should take into account how many of your prophecies DID NOT happened, Sr !.

People always tend to take into account only those ones which were fulfilled, discarding the wrong ones. This is math too. Statistically, have you hit more than you´re wrong, or are your prophecies on the level of the everage probability results ?

Now, this is Math..."

Dihelson Mendonça

terça-feira, dezembro 13, 2011

Estações de Rádio e Bandas de Forró promovem o Alcoolismo e a Decadência Cultural



No dia 13 de dezembro comemora-se o aniversário de nascimento do ícone maior da cultura nordestina: Luiz "Lua" Gonzaga. Homenageamos este verdadeiro "gênio" que conseguiu em primeira instância, promover a imagem do nordeste no sul do país, divulgando nossos costumes, tradições, e sobretudo, nossa música; Uma música pura, vinda do seio da população, com acordes bastante característicos e uma temática voltada às alegrias e às tristezas do sertanejo.

O legado de Luiz Gonzaga se perpetuará, e deve sempre ser lembrado e valorizado pelas novas gerações. Infelizmente, há um movimento organizado, promovido pela maioria das estações de rádio, promotores de eventos e bandas de forró eletrônico que insistem em querer APAGAR a imagem do Luiz Gonzaga, quando resolvem promover o mau gosto e a decadência representadas pelas bandas de forró eletrônico no rádio e em todos os veículos de comunicação, com formas apelativas que expõe o que há de mais ridículo no ser humano, enquanto boicotam a música de qualidade; A decadência musical e cultural tomou conta das nossas estações, conduzidas por locutores tapados, que não têm qualquer formação cultural ou musical. Vendem um produto que nada entendem, para uma população de macacos que se conformam com o pão e o circo fácil, em músicas que promovem o ALCOOLISMO, a Prostituição, e a desvalorização da mulher na sociedade, aliados a lucros enormes dos que comandam esse cartel via satélite.

Se nós quisermos desenvolver o nordeste e transformá-lo em uma região de nível igual ou semelhante ao restante do país, precisamos investir muito na educação geral, e isso eventualmente passa por uma valorização daquilo que tem valor real, do resgate aos nossos ícones culturais e artísticos, e contra uma decadência que vêm se arrastando há décadas, por grupos econômicos e submetendo a população a todo um processo de massificação.


Nesta data, homenageamos a figura ímpar do Luiz Gonzaga. Um homem simples, que vindo do meio do povo, carregou sobre as costas, a história, a tradição e a cultura de todo o povo nordestino.

Dihelson Mendonça
13/12/2011

sábado, dezembro 03, 2011

SHOW: Dihelson Mendonça Trio - Dia 10 de Dezembro - SESC - Projeto Música ao Pôr-do-Sol

Show "EQUINÓCIO"

http://3.bp.blogspot.com/-qCdfcJk4bkI/TtoGWDSqTsI/AAAAAAAAcKI/zznl877fqW4/s1600/Dihelson_projeto_por_do_sol2.jpg


Com:


Dihelson Mendonça - Piano
João Neto - Contrabaixo
Saul Brito - Bateria
Participação Especial - Marcelo Randemarck - Contrabaixo.

Serviço

Data: Dia 10 de Dezembro
Local: Praça da Ladeira da Integração
Patrocínio: SESC CRATO

quarta-feira, novembro 09, 2011

A Porta do Desconhecido - Dihelson Mendonça


MONSTROS NÃO EXISTEM !



Era uma vez um grande reino, cujo soberano era famoso pela forma peculiar e impiedosa de tratar seus inimigos; A estes, após prender durante meses nas masmorras do seu suntuoso castelo, mandava buscá-los para uma sessão de tortura física e psicológica, quando mostrava então ao prisioneiro duas possibilidades:

"Se queres, podes escolher. Do meu lado esquerdo está essa fila de arqueiros, que te flecharão, e morrerás instantaneamente. Do meu lado direito está essa imensa porta e ninguém sabe que tipo de coisa tu poderás enfrentar lá. Apenas eu sei."

Todos escolhiam ser mortos pelos arqueiros, com mêdo do que poderia existir por detrás daquela imensa e tenebrosa porta. Afinal, que tipo de monstros tão pavorosos encontrariam ? Quão enormes seriam as dores e sofrimentos ?

Passados alguns anos, o reino entrou num período de paz, quando o vizir perguntou ao Rei:

"Afinal, meu senhor, o que há por detrás daquela porta que todos temiam ?"
O rei lhe respondeu: "Abre, e vê com teus próprios olhos."

O vizir, tomado de medo, começou a abrir aos poucos a imensa porta, quando raios de luz começaram a entrar, percebendo que esta dava para um lindo e imenso jardim.

O rei então lhe disse:

"Por todos esses anos, eu os ofereci duas chances: A de serem mortos e a de enfrentar o desconhecido. Todo o tempo, lhes ofereci a possibilidade da liberdade, mas eles, com mêdo, preferiram ser mortos pelos arqueiros."

Quantas vezes nos defrontamos com imensas portas do desconhecido, e por medo de monstros imaginários, preferimos ir por caminhos já percorridos ? Afinal, monstros e bestas-feras só existem na imaginação dos fracos de espírito. Os dois maiores monstros que podemos encontrar em nosso caminho, são apenas o mêdo e a ignorância.

Dihelson Mendonça
04/07/2008

domingo, novembro 06, 2011

Benito di Paula - O homem que trouxe "de volta" o Piano ao Samba

"Mas chegou o carnaval
e ela não desfilou
eu chorei, na avenida eu chorei
não pensei que mentia
a cabrocha que eu tanto amei"

NE - Ele certamente não foi, como alguns pensam, o homem que levou o piano para o samba, pois décadas antes, outros não menos ilustres como Johnny Alf, Dick Farney, ou mesmo Tom Jobim já o haviam feito. Mas em se falando do samba popular, à maneira de um Martinho da Vila, Clara Nunes e Beth Carvalho, podemos dizer que o Benito di Paula trouxe inovações na maneira de tocar, além de um estilo muito peculiar nas suas composições. Adicione-se a isso uma voz afinadíssima, repertório próprio, voz inconfundível e um estilo irreverente, vestindo-se como um "Chacrinha", com roupas espalhafatosas, quase em tom de deboche ao estilo erudito, que influcenciou décadas depois pessoas como Eduardo Dussek.

O "osso duro de roer", garoto levado e talentoso está de volta com um belo DVD, que traz muitas das suas grandes composições. Trago algumas faixas mais conhecidas do grande público. Mas antes uma pergunta: Quem é afinal, Benito di Paula ?




Benito di Paula, nascido Uday Veloso (Nova Friburgo, 28 de novembro de 1941) é um pianista, cantor e compositor brasileiro.

Uday Veloso ganhou fama nacional com o pseudônimo de Benito Di Paula. Nascido em 1941, em Nova Friburgo, RJ, é um dos grandes nomes da canção nacional dos anos 70. Foi crooner de boates do Rio de Janeiro, e depois continuou tocando na noite paulistana. Iniciou carreira pela gravadora Copacabana no início dos anos 70. Seu estilo musical é conhecido como "samba jóia", ao combinar o samba tradicional com piano e arranjos românticos e jazzisticos. Seu primeiro disco "Benito Di Paula" de 1971, foi censurado por trazer a música "Apesar de Você" de Chico Buarque.

Seu segundo LP, "Ela" também não trouxe grande êxito. Mas estourou nas paradas de sucesso com o terceiro, "Um Novo Samba", onde já aparecia na capa com sua longa barba e cabelos, inúmeras correntes, brincos, pulseiras, etc. O grande sucesso desse disco foi a música "Retalhos de Cetim".



Teve inúmeros sucessos ao longo de sua carreira como "Charlie Brown", "Vai Ficar Na Saudade", "Se Não For Amor", "Amigo do Sol, Amigo da Lua", "Mulher Brasileira". Chegou nos anos 70, a disputar a venda de LPs juntamente com Roberto Carlos, tendo composto muitas músicas para este.

Comandou o programa "Benito di Paula e seus convidados - Brasil Som 75" na TV Tupi. Tem mais de 35 discos gravados, tendo parte importante de sua obra relançada em CD, devido ao sucesso de suas músicas. Chegou a fazer sucesso em nível internacional como no México, Japão, Estados Unidos e principalmente na América Latina.




Teve parte de sua história contada no livro "Eu Não Sou Cachorro Não" do historiador, jornalista e escritor baiano Paulo César de Araújo.

Após 10 anos sem gravar, Benito di Paula lançou, em 2009, pela EMI Music seu segundo CD e primeiro DVD ao vivo, gravado no Vivo Rio, e que traz seus maiores sucessos, como Retalhos de Cetim, Sanfona Branca e Charlie Brown.

Discografia

* 1968 - Andança e Canção Para o Nosso Amor
* 1972 - Beleza Que é Você Mulher - (Copacabana)
* 1972 - Ela - (Copacabana)
* 1973 - Benito Di Paula - (Copacabana)
* 1973 - Um Novo Samba - (Copacabana)
* 1974 - Gravado Ao Vivo - (Copacabana)
* 1975 - Benito Di Paula e Seus Convidados - Brasil Som 75 - (Copacabana)
* 1975 - Benito Di Paula - (Copacabana)
* 1976 - Benito Di Paula - (Copacabana)
* 1977 - Benito Di Paula / Assobiar ou Chupar Cana - (Copacabana)
* 1977 - Jesus Papai Noel - Instrumental - (Copacabana)
* 1978 - Benito Di Paula - (Copacabana)
* 1978 - Caprichos de La Vida - Copacabana)
* 1979 - Benito Di Paula - (Copacabana)
* 1980 - Benito Di Paula - (Copacabana)
* 1981 - Benito Di Paula - (WEA)
* 1982 - Benito Di Paula - (WEA)
* 1983 - Bom Mesmo é o Brasil - (WEA)
* 1984 - Que Brote Enfim o Rouxinol Que Existe Em Mim - (RGE)
* 1985 - Nação - (RGE)
* 1986 - Benito Di Paula / Instrumental
* 1987 - Quando A Festa Acabar - (Copacabana)
* 1990 - Fazendo Paixão - (BMG Ariola)
* 1992 - A Vida Me Faz Viver - (Copacabana)
* 1994 - Pode Acreditar - (RGE)
* 1996 - Baileiro - (Paradoxx Music)
* 1999 - Raízes do Samba
* 2009 - Ao Vivo - (CD e DVD) (EMI Music)

Coletâneas

* 2002 - Perfil - Benito di Paula (Somlivre)

O valor da opinião Pública - Por: Dihelson Mendonça


"Um agricultor pobre, a exemplo de todos os outros da sua aldeia, vivia cansado de carregar grandes fardos de feno. Fez isso por muito tempo, até que finalmente decidiu comprar uma mula para que o ajudasse nas árduas tarefas cotidianas, o que logo despertou a inveja dos outros aldeões. Dotado de grande força de vontade, poupou dinheiro por anos a fio, além de diversos outros sacrifícios, finalmente conseguindo o bastante para ir até a cidade grande, onde adquiriu um maravilhoso e corpulento animal como nunca se havia visto por aquelas bandas.

De volta à sua aldeia, passeava contente com a nova aquisição, até que passando por um grupo de pessoas, estas começaram a zombar, dizendo: "Mas que homem tolo, comprou uma mula manca e feia!". Entristeceu-se com as zombarias, mas prosseguiu no seu caminho. Mais adiante, encontrou algumas crianças que ficaram rindo da cor do animal. Ainda mais à frente, encontrou um grupo de senhoras idosas que se puseram a comentar entre si: "Se este homem fosse realmente inteligente, teria poupado para adquirir um trator, ao invés de uma mula".

Ficando visivelmente aborrecido com os comentários do povo, além das muitas galhofas que se seguiram, o agricultor, tomado por um acesso de fúria, levou a mula até o alto de uma montanha e atirou-a num grande precipício, matando o infeliz animal. De volta ao trabalho, continuou com a antiga rotina miserável, carregando no próprio lombo, a carga que antes seria destinada à mula. Não havia ainda caminhado por 100 metros, quando ouviu um transeunte falando para outro:

"Este que aí vai passando, é o louco que foi até a cidade, comprou uma bela mula, e jogou-a no precipício sem motivo algum, preferindo ele mesmo carregar a carga nas costas".

Moral da História:

Nunca dê ouvidos a quem não gosta de ti. Os invejosos jamais estarão interessados no teu bem-estar. O termômetro do nosso sucesso sempre será a inveja dos descontentes."

Autor: Dihelson Mendonça

terça-feira, novembro 01, 2011

Conversas Musicais - Os maiores pianistas da nossa geração

É complicado fazer listas, porque sempre cometemos o equívoco de esquecermos alguém, mas na área de piano erudito, sem dúvida alguma, esses nomes estão na selecta lista dos maiores intérpretes do nosso tempo:

Boris Berezovsky
Nikolai Lugansky
Evgeny Kissin
Lazar Berman
Lang lang

Depois falarei detalhadamente sobre cada um deles. Berezovsky merece o meu respeito quando possui uma das melhores gravações dos Estudos Transcendentais de Liszt, ao lado de Berman. Lugansky possui um domínio bastante bom das sonoridades do instrumento e tem uma qualidade essencial ao músico: equilíbrio. Lang Lang é um pianista controverso, ora eu amo, ora odeio suas interpretações. Entendam, o cara TOCA tudo ( como aliás, todos da lista ), mas o mundo do sucesso e do "super star" lhe subiu demais à sua cabeça chinesa. Lang Lang hoje toca para um público fácil, ávido por espetáculos de técnica gratúita, mas diferente de Volodos, que é impecável e não se rende a esses apelos, ele faz o gênero, se contorcendo todo sem a menor necessidade. Mas é pianista capaz de tocar qualquer coisa, não obstante.

De volta ao lado da seriedade, talvez um dos mais completos da atualidade, ao lado dos dois outros grandes pilares do mundo, que são Marc-Andre Hamelin e Arcadi Volodos, é o Evgeny Kissin, um prodígio remanescente da escola de um Ivo Pogorelich ou mesmo Vladimir Ashkenazy, possui para mim, a técnica mais apurada, os dedos mais ágeis, potentes sonoridades somente antes encontrada em pessoas do nível de um Horowitz ou Arhur Rubinstein, todos russos. Ah! esses russos danados! A escola russa de piano de Yudina, de Sofronitsky, de Emil Gilels é uma das mais belas, mais ricas e que trouxe muita gente boa desde a criação do conservatório de São Petersburgo e dos irmãos Rubinstein no século XIX.

Aqui vemos hoje Kissin tocar um dos mais belos estudos de Scriabin, o Op 8 número 12. Reparem na perfeição das oitavas, na clara diferenciação temática, nas grandes variações dinâmicas e na profunda expressividade que ele arranca do piano, chegando no clímax ao final, como deve ser, aliás, esta fenomenal peça do inigualável Alexander Scriabin:




Por: Dihelson Mendonça

quarta-feira, outubro 19, 2011

Time is of the Essence - Por: Dihelson Mendonça

Sinceramente, amigos...

Passei da fase de discutir. Dos meus 30 aos 40 anos fui uma pessoa que adorava uma discussão. Era idealista, sonhador, esquerdista, ateu, graças a Deus, e vibrava quando alguém me confrontasse para poder atirar com meu arsenal de idéias. O Blog do Crato no início, chegou a ser uma arena para aqueles que a exemplo de mim, também gostavam de debates e embates.

Tivemos brigas homéricas, discussões intermináveis, onde cada um se utilizava de uma gama de argumentos, muitas vezes válidos até, para provar a superioridade da sua idéia sobre a do colega. E sempre ao final, todos saíam da mesma forma que começaram, porém desgastados, agarrando-se com mais frenesi à aquilo que já acreditavam. Compreendi que a discussão tem apenas uma consequência: ela leva os contendores a crer que o outro tem a mente fechada. E fim de papo!

Vejo hoje que tudo isso é a maior das inutilidades. Diminuí drasticamente as discussões com as pessoas. Passei a ver o mundo de outras formas. Aprendi que é mais importante criar, do que comentar. É melhor produzir algo próprio, do que assimilar o que outros disseram ou fizeram. Pra mim hoje, o tempo é essencial e é impagável dar as costas ao mau gosto generalizado na sociedade, à tantas pessoas ridículas que poluem as redes sociais, às picuinhas políticas, aos egos inflamados dos que escrevem longas crônicas difícieis, na intenção de serem pavoneados pelos seus costumeiros bajuladores, daqueles que se esforçam nos fóruns para discutir além da metafísica de Kant e de outros que passam o tempo a querer provar que a esquerda brasileira conseguiu trazer algo de bom ou de mal que ainda não conhecêssemos... na verdade, estou pouco me lixando a tudo que é efêmero.

No aconchego do meu quarto, percorro sem dar conta, de Platão a Kierkegaard, movido freneticamente às sonatas de Alexander Scriabin, Fauré, e tantos outros que me são caros, aonde encontro refúgio e inspiração para compor as minhas próprias obras musicais. Sigo hoje uma filosofia pessoal de que o grande homem deve criar. O homem comum, comenta os fatos do cotidiano e os discute com os tolos, e todos os outros apenas olham a vida passar, sem nada deixarem à posteridade. Creio que a obra deve sempre preceder o homem. E há a lei maior que rege o mundo: Quem pode, manda! Quem tem juízo, obedece...a discussão é inválida quando há forças superiores em jogo perante a realidade imediata.

Ah! agora vocês hão de me dar licença, pois há aqui enquanto escrevo este pequeno texto, um único filhote de gato me esperando para que eu prepare o seu leitinho, e eu não perderia esse momento de rara beleza por nada nesse mundo! O brilho que emana dos seus olhos, a sua carinha de felicidade ao receber o alimento daquele que lhe salvou a vida, de uma ninhada inteira que se perdeu, não há preço, não há calor de discussões, nem políticas, nem religiões, poderes ou coisa alguma que nesse momento, seja mais importante.

Viver é sempre tão belo e simples!
Pena que custamos uma vida inteira para aprender uma única lição.

Por: Dihelson Mendonça

sexta-feira, setembro 02, 2011

O Segredo da Felicidade Revelado - Por: Dihelson Mendonça



A grande busca do ser humano é a busca da Felicidade.

Não irei aqui escrever uma daquelas crônicas intermináveis, que os leitores estão acostumados a ler quando procuram se aprofundar neste tema, mas pretendo apenas colocar as coisas de forma prática para que os interessados possam à partir do exposto, encontrar os caminhos para a sua própria felicidade.

Aprendi nos meus 45 anos de existência, que a Felicidade é um estado de espírito, que independe de posses materiais e quando se consolida, independe inclusive de qualquer influência externa. O ser humano feliz não vive a se questionar se é feliz ou não. Aquele que pára continuamente para checar se é feliz ou não, já é um ser infeliz. Como já dizia o escritor Norman Vincent Peale, "As pessoas felizes são ocupadas demais para se questionar se são felizes ou não".

Anatomia de um Infeliz

O grande erro das pessoas infelizes é colocar o seu ego no centro absoluto de suas vidas, alimentando-o como a um grande monstro, como se o mundo inteiro girasse em torno delas. As pessoas infelizes amam a si próprias intensamente e de forma tal, que não conseguem transferir este amor às outras pessoas e ao mundo. Assim como os interestelares "buracos negros", onde nem a luz consegue escapar do seu interior, as pessoas infelizes estão todo o tempo preocupadas demais em saciar a sua infinita fome de serem observadas, amadas e bajuladas. Estão mais interessadas em receber do que em dar. Constróem a base da sua alegria cotidiana sobre ídolos falsos como o dinheiro, posses materiais, poder, fama, etc. Nunca estarão satisfeitas, pois tudo isso é apenas vaidade! Passam o tempo a comparar a sua beleza, poder, posses e outras características com as outras pessoas.

Por outro lado, o "homem feliz ainda poderá ser um homem sem camisa!"

Se há dois ditados que conservo sempre comigo e que pude comprovar a sua veracidade ao longo da minha existência e que serve de lição para todos que desejam ser felizes, são:

"Cabeça desocupada é oficina do Diabo"

e

"O Trabalho geralmente, é a cura para todos os males"

Uma pessoa que passa o tempo todo recolhido em um quarto, com poucos contatos com o mundo real de outros seres humanos, e que não consegue transferir amor e dedicação à outros seres, e transformar a sua vida em algo útil à sociedade, é um ser profundamente infeliz e digno de lástima, porque só podemos ser felizes quando largamos essa preocupação doentia em torno da nossa própria pessoa e formos capazes de amar algo de verdade, seja o trabalho, seja outra pessoa, seja um grande ideal, ou até mesmo o simples fato de cuidar de um jardim. O que ninguém consegue é ser feliz sendo um completo inútil. O que nos torna felizes é dar sentido às nossas vidas !!!

O que de bom você fez hoje para o bem da humanidade ?
Ou você acha que um dia será feliz sendo um completo parasita que vive como um pêso para sua família e para o mundo ? Claro que não!

Dê sentido à sua existência! Arrume algo que você saiba executar bem, um TRABALHO, e com isso, torne outras pessoas felizes. Crie algo de bom. Faça o bem às pessoas. Ajude quem necessitar, e nunca dê as costas a quem precisar de ti, independente de receber algo em troca ou não. Felicidade não é barganha. Acima de tudo, sinta-se útil. O trabalho, mesmo sem remuneração pode ser gratificante, porque o estamos usando como uma terapia para nossos males. O trabalho evita a loucura. O trabalho faz verdadeiros milagres.

Agora que você sabe o segredo das pessoas felizes, terá de escolher entre mudar a sua vida radicalmente, indo para a luz e tornando-se um cidadão útil ao mundo e ser recompensado por isto, ou recolher-se dentro de si próprio e passar o resto da vida se consumindo em Auto-Piedade, que é a mais desprezível característica das pessoas infelizes. Acima de tudo, lembre-se: Você não pode mudar como a sua história começou, mas você tem pleno poder para escolher o seu final. Ah! você tem problemas grandes demais ? Lembre-se que outras 7 bilhões de pessoas do planeta também tem seus problemas. A questão não é ter ou não problemas ou o tamanho deles, é a atitude que você terá diante dos problemas. Você pode ignorá-los, aceitá-los ou enfrentá-los com dignidade e auto-controle. Você escolhe.

A questão é apenas de atitude. Você um dia terá de escolher se vai continuar a agir com infantilidade ou decidir crescer e se tornar um verdadeiro adulto. A característica principal que define a maturidade é o auto-controle. A maioria das pessoas ainda não despertou para a necessidade de agir mais com a razão e sem crises emocionais totalmente desnecessárias. É preciso cultivar o auto-controle. Quando decidirem se tornar os senhores das suas próprias vidas, encarando o mundo de frente sem a necessidade de muletas, transformando-se em cidadãos responsáveis, úteis e dando sentido às suas existências, jamais se questionarão novamente se são pessoas felizes ou não, porque quem é feliz, vive a sua ( e da sua ) felicidade, sem precisar ter que buscá-la em parte alguma, dentro ou fora de si.

Por: Dihelson Mendonça
www.blogdocrato.com

segunda-feira, agosto 22, 2011

AGENDA CULTURAL: SHOW: Dihelson Mendonça Trio - Em Fortaleza - Dia 27 de Agosto no Passeio Público


Um Show Imperdível ! - Avisem aos Amigos...

http://2.bp.blogspot.com/-lOiqg0xM1Nc/TlKVvD4xAvI/AAAAAAAAYzY/vrN9_On7f7g/s1600/cartaz_DM_em_Fortaleza400.jpg


Com:

Dihelson Mendonça: Piano
Luciano franco - Contrabaixo
David Krebs - Bateria

Participações especiais:

Bob Mesquita - Sax Tenor
João Senna - Sax Alto

Serviço

Local: Passeio Público
Data: Dia 27 de Agosto, Sábado
Horário: Meio-Dia
Entrada Franca

PROMOÇÃO:

sexta-feira, agosto 12, 2011

Meus 14 anos - Dihelson Mendonça


"Em pleno Junho, um garoto que não tinha ainda 14 anos, andava pelas ruas estupefato, olhando para o céu com uma espécie de disco de papel giratório por entre as mãos, reconhecendo estrelas, planetas, perscrutando com a agudez da sua mente ávida de conhecimentos, os segredos do universo visível. E tudo aquilo, de repente, lhe pareceu novo; Azul profundo é a cor da beleza singular. Sírius e Canopus brilhavam mais em seus olhos que na abóbada celeste, e sentia o frêmito das ondas eletromagnéticas a lhe atravessarem o peito junto ao frio dos ventos de inverno. Ansiava por inventar o rádio com Marconi; Bolsos cheios de transístores, imãs e sonhos de adolescente, assim ladeava o canal do Rio Grangeiro de ponta a ponta, enquanto transeuntes se admiravam com uma figura magra, esguia, de um jovem tímido, de aparência doentia que se alimentava mais de idéias de ciência do que da comida caseira. ...Não era incomum. Era apenas um garoto que a exemplo de muitos, enxergava um mundo pictórico, enquanto Bach, Chopin e Scarlatti tocavam dentro da sua cabeça sem parar"

Dihelson Mendonça ( Memórias )

Pensamentos - Dihelson Mendonça


"Porque o essencial não é tentar ser, mas acreditar piamente que é. Isso é o segredo de tudo..."


Dihelson Mendonça

quinta-feira, julho 28, 2011

Viva o Bom Gosto! - Música: Still Time - Herbie Hancock






Quantas recordações, coisas boas que passamos juntos, quantos acordes musicais lindos, e uma lembrança de outros tempos é o que me remete essa bela canção chamada Still Time, do grande pianista Herbie Hancock ( um dos maiores gênios da nossa geração ), do filme "Por Volta da Meia-Noite" dirigido por Bertrand Tavernier. Aliás, esse filme é fantástico, vale a pena conferir!

Abraços,
Até a próxima.

Dihelson Mendonça

Compositor Haroldo Ribeiro presta Solidariedade a Dihelson Mendonça pela sua exclusão sistemática nos palcos da URCA


"Possivelmente o mais irrefutável, é que Dihelson ainda não entrou para os livros da história da cultura e dos homens de talento brasileiro, porque ele tem falhado como empresário. As pessoas mais bem sucedidas não são necessariamente as mais brilhantes, mas aquelas que conseguem jogar o jogo para chegar ao topo. Dihelson é um discípulo da cultura pura, em oposição à mercantil cultura aplicada, com pouca ou nenhuma facilidade em imaginar como lucrar com suas idéias. O mundo Neo liberal onde o imediato lucro econômico está acima de “tudo”, tem como principal objetivo evitar investimento, seja financeiro ou intelectual isto é, não existe o compromisso com a notoriedade de maneira apropriada. Visa-se apenas o consumo rápido, tipo fast food, que são imediatos mas não satisfazem.

Dihelson tem a idéia da criação da cultura baseada em experiências, ensinamentos, dedicação, onde o ser humano pode se desenvolver e ter acesso à grande soma de informações que os torna cada vez mais livre para pensar e tomar decisões, uma idéia assustadora a qualquer “capitalista de carteirinha”. Um verdadeiro gênio é alguém que não só é muito inteligente, mas também tem a imaginação, foco e criatividade para descobrir ou criar regularmente algo excepcional em seu campo e ele TEM!

Os donos do poder não sabem o que fazer com aqueles que são apenas altamente inteligentes, sem a centelha divina do gênio, imagine com o próprio! Que Você Dihelson, continue sendo essa pessoa que sempre encontra algo igualmente criativo e cultural para o bem da própria humanidade. Não se deixe abater. A cultura precisa de você. Sua inteligência incrível precisa de desafios!"

Haroldo Ribeiro
Músico - Compositor

Fortaleza, ceará - Julho de 2011

quinta-feira, julho 14, 2011

A Política de Discriminação da URCA e dos organizadores do seu Palco Sonoro na Expocrato


Carta aberta à Universidade Regional do Cariri - URCA

Quando um artista da música, de renome, atuando há quase 30 anos no Brasil, e que possui trabalhos elogiados pela crítica nacional e internacional é sistematicamente excluído da lista dos participantes de um evento cultural realizado em sua própria terra, é sinal de que alguma coisa está muito errada. Isto é o que vem acontecendo com relação à minha pessoa e com a minha arte por ocasião do chamado "Palco Sonoro" promovido todos os anos pela URCA - Universidade Regional do Cariri.

Esperei longos anos para redigir o texto que ora publico, apenas para me municipar de estatísticas e desmascarar a farsa e a política de PANELINHA excludente e discriminatória em relação à minha pessoa, promovida por aqueles que organizam a programação do "Palco Sonoro" da URCA, que diferentemente do palco principal da expocrato, possui uma proposta de divulgação artística e cultural dos valores da nossa terra. Em todos os anos de existência deste evento, é lamentável que eu jamais haja sido convidado a apresentar algum show dos meus trabalhos nas inúmeras áreas da música em que atuo, seja na Música Instrumental, na Música Popular, e na Música Clássica. Para um artista, é muito incômodo ter que trazer a público o seu Curriculum Vitae, como fazem os prestadores de serviços, especialmente quando o seu trabalho já é por todos conhecido por cerca de 30 anos de atuação no cenário artítico do país.

Entretanto, aos que não me conhecem bem, devo ressaltar alguns pontos principais:

- O Único artista do Cariri que possui um CD de seus próprios trabalhos gravado com PATROCÍNIO EXCLUSIVO do Banco do Nordeste do Brasil - BNB

- O Único artista do Cariri a ser convidado a tocar 7 vezes no Festival Internacional de Jazz & Blues de Guaramiranga

- O Único artista do Cariri a tocar mais de 15 vezes no Centro Cultural Banco do Nordeste em Fortaleza, no Cariri e na Paraíba.


- O Único artista do Cariri a receber o famoso prêmio NELSON´S de aclamação à arte produzida no Ceará.

- O único pianista do Ceará convidado a fazer um recital completo de Piano em Fortaleza- CE, em Janeiro de 2006, por ocasião dos 250 anos de Mozart, executando obras complexas deste renomado compositor, e improvisando também livremente sobre os temas destas composições.


- O único artista do Cariri com mais de 200 composições autorais instrumentais e vocais com e sem letra que transita entre quase todos os gêneros da música de vanguarda, seja Clássica, Popular Brasileira ou Internacional, sendo formada por dúzias de Choros, Frevos, Sambas, Bossanova, Baiões, Xotes, Salsa, Reggae, quarteto de cordas, duos de flautas, sonatas para piano, flauta, e até músicas no estilo barroco e do período romântico do século XIX.

Como se isso não bastasse, trago ainda alguns pontos interessantes do meu currículo musical de atuação no cenário musical Brasileiro e reconheciamente, um artista que honra o Cariri:

"Em uma carreira musical de mais de 25 anos devotada à música, Dihelson Mendonça já demonstrou o seu talento, através de centenas de apresentações musicais em teatros, casas noturnas, auditórios, etc, tocando lado a lado com grandes nomes da música Instrumental brasileira, tais como: Hermeto Pascoal, Gilson Peranzzetta, Mauro Senise, Arismar do Espírito Santo, Luciano Franco, Toninho Horta, Vinícius Dorin (Saxofonista), André Marques ( banda Curupira ), Itiberê Swarg (Baixista, toca com Hermeto pascoal) , Márcio Bahia (Baterista), Beto Batera ( Irmão do Carlos Bala - baterista ), Carlinhos Patriolino, Márcio Resende, Nenê (Baterista), Fhátima Santos (cantora), Lia Chaves (cantora), João Senna ( Sax ), Ricardo Júnior (Pianista e Arranjador da cantora Dóris Monteiro), Cleivan Paiva (Guitarrista com quem mantém um dueto de Jazz) , dentre tantos outros.

FESTIVAIS:

01 - Foi organizador, diretor Musical, Maestro e Curador por 2 edições do grande Festival CHAMA ( Chapada Musical do Araripe de Música Popular Brasileira ), edição de 1993 e 1995 em Crato-CE.
02 - Participou da Curadoria do Festival de Jazz & Blues de Guaramiranga – CE.
03 - Participou como tecladista e arranjador para o músico caririense Pachelly Jamacaru no Festival nacional dos Economiários em 1991 em Porto Alegre – RS, do qual ganhou o prêmio de Melhor arranjo.
04 - Participou como tecladista em apresentação do músico pachelly jamacaru no Festival Nacional dos economiários em 1988 em Manaus – AM.
05 - Participou como tecladista em apresentação do músico Pachelly Jamacaru no Festival Nacional dos economiários em Campos do Jordão – SP - 1994.
06 - Participou em 7 edições do Festival de Jazz & Blues de guaramiranga- CE sendo convidado a tocar ao lado de grandes nomes da Música instrumental Brasileira, dentre os quais Toninho Horta e Arismar do Espírito Santo, bem como com sua própria banda.

ALGUNS EVENTOS MUSICAIS DE DESTAQUE:

00 - Foi convidado para o cargo de monitor na Berklee Colege of Music, uma das mais renomadas escolas de música do mundo, nos Estados Unidos, em 1988 juntamente com o guitarrista paraibano Jocel Fechine.
01 – Fez parte do primeiro quinteto de Jazz da Paraíba, em 1985 do DART – Departamento de Artes da Universidade Federal da Paraíba, do qual contava com Fernando Rangel no Contrabaixo e o grande guitarrista Jocel Fechine, dentre outros.
02 – Em 1986, formou o primeiro grupo de Jazz da região do Cariri, o “Cariri Samba-Jazz Quartet” , que combinava o estilo instrumental com suas próprias composições, e também tinha um papel didático, no esclarecimento ao público das diversas formas de estilo musical.
03 – Em 1988 realizou concerto: Dihelson Mendonça in Concert – no SESI em Crato, interpretando Clássicos e Jazz ao Piano solo e Trio.
04 - Tocou na Sala Tom Jobim em 1991 em Porto Alegre- RS.
05 – Trabalhou por 3 anos na casa noturna “Choppana” em Crato ( 1992-1995 ), interpretando Música Popular Brasileira, ao lado da cantora baiana Lia Chaves.
06 – Fez participação como tecladista no show de Hermeto Pascoal em 1998 na cidade de Crato.
07 - Participou inúmeras vezes do projeto BEC Seia e Meia, realizado no Teatro José de Alencar em Fortaleza. ( 1997 ) com incontáveis artistas cearenses.
08 - Realizou show com o multi-instrumentista Arismar do Espírito Santo no espaço “Pontal” da Praia de iracema em Fortaleza – (2000)
09 – Realizou Show com seu grupo no CCBN – Centro Cultural Banco do Nordeste em Fortaleza ( 2000 )
10 – Participou em 7 edições do Festival de Jazz & Blues de Guaramiranga . Foi convidado por inúmeras vezes para integrar a banda dos maiores músicos cearenses, a exemplo de: Luciano Franco, Zé Antonio guitarrista, Fhátima Santos, Nélio Costa, Márcio Resende, etc…
11 – Foi convidado por Toninho Horta para participar do seu Show em Guaramiranga.

12 - Tocou na Manny´s Music em Nova York piano duo com um pianista da Julliard School ( 1997 )

13 – Trabalhou por 3 anos na melhor casa noturna de Fortaleza, o “Caros Amigos”, ( 1999-2002 ) com diversos músicos de renome da capital cearense, dentre eles: Fátima Santos, Késia, Ricardo pontes, Ricardo Leite, Nélio Costa, Luizinho Duarte, Jerônimo Neto, guitarrista Zé Antonio, Aroldo Araújo, Haroldo Ribeiro, Denílson Lopes, Aparecida Silvino, dentre outros.

14 – Trabalhou por cerca de um ano no hotel “Villa Gallé” em Fortaleza, com a cantora Fhátima Santos e o baterista “Beto batera”, mostrando o melhor da Música Brasileira aos turistas estrangeiros. ( 2002 )
15 – Foi convidado a fazer show de Homenagem à Hermeto Pascoal no CCBN – Centro Cultural Banco do Nordeste em Fortaleza ( 2002 )
16 - Realizou Concerto de Piano Clássico: Dihelson Mendonça interpreta Frederic Chopin, no Centro Cultural Banco do Nordeste em Fortaleza – 2003.
17 - Realizou Show: Dihelson Mendonça Elektric Band onde prestou homenagem ao músico Chick Corea, no Festival de Jazz & Blues de Guaramiranga. ( 2004 )
18 - Realizou Show/Tributo à Bill Evans no Centro Cultural Banco do Nordeste ( CCBN ) em 2004.
19 - Participou do projeto Sonata ao Luar, realizado pela Sociedade de Cultura Artística de Crato, interpretando peças de Chopin, em agosto / 2004.
20 - Foi o único artista do cariri escolhido para realizar um show no Sesc Crato, no lançamento pelo então Governador Lúcio Alcântara, do projeto para incentivo à cultura e às Artes no Crato (2004).
21 - Foi convidado por diversas vezes para tocar Jazz e música Brasileira em jantares oficiais de inúmeras autoridades cearenses, desde o ex-governador Tasso Jereissatti , jantares para Ministros de Estado, e governos municipais.
22 – O único pianista do Ceará convidado a fazer um recital de Piano em Fortaleza- CE, em Janeiro de 2006, por ocasião dos 250 anos de Mozart, executando obras complexas deste renomado compositor, e improvisando também livremente sobre os temas destas composições.
23 - Realizou de 1998 a 2011 incontáveis Concertos Clássicos interpretando Bach, Beethoven, Chopin, Liszt, Debussy e diversos outros compositores eruditos no Centro Cultural Banco do Nordeste e SESC.
24 - Em seu estúdio em Crato, gravou diversos trabalhos de outros artistas caririenses.

DIRETOR MUSICAL:

01 - Direção Musical do Show: “Soy Loco por Ti América latina” de Luiz Carlos Salatiel.
02 - Direção musical de inúmeros shows do artista cearense Pachelly Jamacaru.
03 – Direção musical do Show “Edipianus’ da cantora cratense Auci ventura - 1988
04 - Direção musical do CD – Balaios da Vida, de Pachelly jamacaru – 1994
05 - Direção musical do CD – Pachelly Jamacaru – 2000
06 - Direção musical do CD - Cria Minha - pachelly Jamacaru - 2009

PROGRAMAS DE TV:

Participou de inúmeras apresentações na TV DIÁRIO em Fortaleza, entre 2003 e 2005

TRABALHOS GRAVADOS (CDs )

Como Integrante e Diretor Musical:

CD – Festival Nacional dos Economiários – Edição 1991
CD – Balaios da Vida – Pachelly Jamacaru – ( 1994/1995)
CD – Pachelly Jamacaru - 2000
CD – Vôo dos Sons – Darwinson - ( à convite do músico Toninho horta ) – 2000
CD – À Solta - Cinthia Moraes ( 2001 )
CD – Luciano Franco – 2004
etc...

Como Autor e produtor:

CD – A Busca da Perfeição – Dihelson Mendonça - ( primeiro álbum solo ) ( 2009 ).
CD – Dihelson Mendonça interpreta Frederic Chopin ( em fase de gravação – 2011 )
CD - A Música de Dihelson Mendonça ( Em fase de gravação - 2011 )
CD - A Música Moderna do Ceará - ( já em processo de lançamento )
CD - 10 anos centro cultural Banco do Nordeste ( lançado em 2010 )

PALESTRAS , CONFERÊNCIAS & CURSOS:

01 - Foi professor por 2 anos ( 1986-1987 ) das disciplinas de: Piano Clássico, Piano Jazz e do curso de Teoria musical e Harmonia de Jazz na Sociedade de Cultura Artística de Crato ( SCAC ).
02 - Ministrou Workshop na Universidade Estadual do Ceará UECE – Campus Itaperi em 1998 sobre Jazz-Piano.
03 – Ministrou Curso de Musicalização e Formação Musical promovido pela SECULT no período de 21/11/2005 a 07/12/2005 na cidade de Missão Velha – CE.
04 – Ministrou Curso de Teclados para profissionais da área e iniciantes, promovido pela SECULT-CE, no período de 12/01/2006 a 20/01/2006 na cidade de Iguatu - CE

ALGUMAS PREMIAÇÕES:

01 – Foi agraciado com diversas bolsas de estudo, desde o tempo de Conservatório, sempre tirando o primeiro lugar pelo esforço e dedicação à música.
02 - Juntamente com Pachelly Jamacaru, foi agraciado com o Troféu de melhor arranjo do Festival Nacional dos Economiários do Rio grande do Sul – edição de 1991.
03 - Foi agraciado por 2 vezes com o troféu de melhor músico no “Prêmio Destaque do Ano” – edição 1991 e “Prêmio Destaque Ceará” – edição 1994, aclamado por Júri popular.
04 - Foi agraciado com o Prêmio Nelson’s - Troféu de melhor tecladista do Ano 2003 em Fortaleza – CE escolhido por Júri popular.

Etc...

Pelos inúmeros pontos acima apresentados, que não há paralelo em qualquer artista nascido ou atuando no Cariri, vejo-me portanto num cenário muito privilegiado como um dos principais representantes na Música produzida aqui no Cariri e tenho empunhado essa bandeira de defêsa dos outros tantos valores do Cariri, e promovendo a música de meus compatriotas, pelo Brasil afora aonde eu me apresento. Mantenho programas de Rádio que visam divulgar a música instrumental do Brasil e uma estação de rádio na internet que divulga os artistas do Cariri para o mundo. Portanto, aonde atuo, faço questão de ressaltar o nome dos meus companheiros e da arte produzida aqui no Cariri. Possuo uma grande quantidade de composições populares, com letras, algumas já gravadas por artistas de fora.

Estranha-me portanto, esta exclusão sistemática ( Todo ano ) da minha arte para um show neste Palco Sonoro aonde se apresentam os chamados "Artistas do Cariri", que dada a importância do meu trabalho e das premiações que recebo lá fora, só vem confirmar a antipatia dos organizadores à minha pessoa, e eu diria até por causa das minhas convicções políticas que não se alinham a alguns que dirigem aquela instituição e os seus representantes que apoiam a esquerda Brasileira, e os partidos comunistas. Afora isso, é nítida a grande inveja que reina entre os organizadores do evento em relação à minha presença. Mas já diz a letra da música que "O que brilha com luz própria, nada lhe pode apagar". E assim, por mais que os ligados a essa PANELINHA de exclusão queiram me esconder do grande público, boicotando os meus shows em todos os anos, não só nos eventos da URCA, como em todos os eventos realizados por eles no Cariri, não lograrão êxito, e desses que ora se apresentam, não vejo nenhum que esteja em plano superior ao meu. Muito pelo contrário, ajudei e ajudo a muitos deles, pois todos os mecanismos de mídia que desenvolvi foram no sentido da promoção dos artistas sem exclusões! Agora, diferentemente de vários estreantes que sequer são conhecidos, não têm qualquer trabalho e que para lá são convidados, Dihelson Mendonça já é uma Instituição completa: É o Artista, o Palco, a Luz, o Som, o Vídeo, a Fotografia, a Gravação, e a própria Arte.

De modo que aceito plenamente o BOICOTE e a Política Discriminatória da PANELINHA que organiza o evento, e a própria PANELINHA política da URCA. Quero apenas ressaltar que nunca dependi desse palco sonoro para minha sobrevivência, nem para que minha arte pudesse ser ouvida no resto do Brasil, mas fica registrado definitivamente que não somos idiotas e percebemos a clara discriminação dos seus arrogantes organizadores ( que se consideram artistas ). Dado o acima exposto, já que não me desejam em seu "Palco Sonoro", que façam muito bom proveito dele! Devo ser grande demais para caber lá, e sacudo o pó das sandálias. Mas é bom que se denuncie de vez a hipocrisia de alguns que se dizem "artistas" e "promotores artísticos" no Cariri, que organizam eventos para seus "compadres", e onde apenas permanece um jogo de cartas marcadas daqueles que por uma bajulação aos superiores, pegaram um bico numa universidade e criaram panelinhas para os Palcos do Cariri e da URCA. What a shame! ( Que vergonha! )

Dihelson Mendonça

Artista do Cariri

terça-feira, junho 07, 2011

MOVIMENTO PELA DIVERSIDADE MUSICAL E CONTRA O MONOPÓLIO DO FORRÓ DE PLÁSTICO - Por: Dihelson Mendonça


Movimento em favor da diversidade musical, e contra o Monopólio do Forró de Plástico na mídia ! - Lanço uma corrente para unir todas as pessoas que gostam da Boa Música. Junte-se a nós. Chega de mesmice !



Somente com a união de todas as pessoas que gostam da música de qualidade no Brasil, conseguiremos vencer o "Cartel da Mídia" que mantém o monopólio do forró de plástico 24 horas por dia nas estações de rádio. Estou recrutando cada pessoa de bom gosto musical, cada cidadão que odeia a baixaria representada pelas bandas de forró; Cada um que curte outros estilos, para que juntos formemos uma frente, um movimento organizado que estou denominando inicialmente de "Movimento Pela Diversidade Musical na Mídia" para as estações de rádio possam voltar a tocar estilos variados de música, rompendo esse monopólio de porcarias estabelecido. Como sabemos, o percentual de pessoas que apreciam música de qualidade é muito superior aos que gostam de música ruim, mas somente a música ruim tem espaço no Rádio, porque um grupo econômico criou e mantém há 2 décadas uma estrutura perversa que visa apenas ganhar dinheiro fácil às custas da massificação.

A ESTRUTURA DO SISTEMA

Ao contrário do que muitos pensam, o monopólio do forró de plástico na mídia não é um elemento passivo. Não caiu no gosto do povo por mero acaso. É fruto de uma estrutura cuidadosamente planejada nos anos 90 por um grupo de empresários visando o ganho de dinheiro fácil dos incautos pela exploração e pela massificação. O objetivo primordial deles é manter o forró de plástico ativo 24Hs no Rádio, impedindo outros estilos musicias e garantindo público nos eventos:


O sistema é formado basicamente por 3 elementos que trabalham de forma organizada e sincronizada:

01 - Proprietários de bandas de forró de plástico ( gravadoras ) - A coisa toda é feita visando a exploração da baixaria, da vulgaridade, do estímulo ao alcoolismo e da prostituição, com letras pobres que apelam para os instintos primitivos enquanto se investe no visual, tornando a música um fator secundário. Arte não existe. Abusa-se do mau-gosto, e garantem-se espaços nas estações de rádio com uma estrutura paga, via satélite. Como uma droga de efeito imediato e que não se mantém, é que nem mesmo aqueles que gostam desse estilo aguentam ouvir a mesma música por muito tempo. O sucesso é passageiro, como o efeito de qualquer outra droga. O lucro não é obtido na venda de CDs, que são vendidos nas lojas por um valor simbólico e são muitas vezes doados em esquinas como promoção para arrebanhar público para os shows. Usam as gravadoras apenas como elemento de produção, sendo que o lucro real vem da venda de ingressos nos shows. A tática é oposta ao modelo vigente nas grandes gravadoras do país, onde lança-se o artista para vender o produto. Aqui, a gravadora serve apenas para reforçar e amparar o sucesso. A música pode até ser gravada ao vivo, no próprio show, pois descobriu-se que o público alvo não tem intelecto suficiente para distinguir a qualidade da gravação. O objetivo é promover a participação do público, sobretudo gritando nomes de determinadas pessoas nos shows, que levarão os CDs para tocar para os amigos. Na maioria dos casos, uma mesma música é gravada por várias bandas ao mesmo tempo.

02 - Estações de Rádio - Em conluio $$$$$ com as bandas de forró de plástico para massificar a população, elas é quem preparam o GADO ( público ) para as vendas dos ingressos nos eventos garantindo a publicidade antecipada, a fim de levar a massa como gado ao matadouro ( shows ) como se fossem Zumbis. A música, segundo eles, não deve ser artigo para pensar. Pensar, Dói ! - Música seria como qualquer droga, como CRACK e COCAÍNA: Apenas para a diversão fugaz, de fácil apelo, e em associação ao movimento corporal e à sensualidade. O Rádio une-se às bandas de forró para divulgar somente o material fornecido pelos proprietários, minimizando ou vetando quaisquer outras formas musicais, garantindo assim o monopólio e a massificação e preparando o povo para o principal: a venda de ingressos em shows.

03 - Proprietários de Casas de Shows - Aqui é onde realmente desemboca o grande filão do dinheiro. Visando lucro fácil, entram na jogada, abrindo os espaços para o material que já foi divulgado e massificado por meses nas estações de Rádio e em acordo com as bandas de forró. Em época de eventos, as bandas que irão participar se intensificam nas estações de rádio, tocando principalmente as que participarão, e retirando as que não irão participar, tudo preparado cuidadosamente com meses de antecedência e garantindo a participação da massa, que estará preparada a tempo para o dia do shows. Todos lucram no negócio milionário.

RECLAMAR ADIANTA ?

01 - Desde que o forró de plástico ( como é conhecido atualmente o chamdo "forró putaria", desde a intervenção do músico Chico Cesar ) nossa tática de reclamar não tem sequer arranhado a estrutura dos organizadores de eventos, e muito menos sensibilizado qualquer dos 3 pilares do cartel da mídia, que estão agarrados ao OSSO, mas estas reclamações, por outro lado, tem feito surgir muitas bocas indignadas no seio da sociedade ( inclusive crônicas famosas, como a do Ariano Suassuna ). As inúmeras reclamações trouxeram de volta pessoas que gostam da boa música e estavam esquecidas, impotentes frente ao descaso, e foi por essas reclamações que descobrimos outros que pensam iguais a nós, que estão vendo a arte e a cultura irem para o ralo. Portanto, reclamar é bom, sempre foi bom e sempre será uma grande arma nesse movimento.

02 - A nossa estratégia de começar a ganhar os meios de comunicação tem dado certo. Diversos artistas do nordeste, e principalmente do interior do Ceará, além de formadores de opinião se reuniram e foram às estações de rádio tocar aquilo que já não mais se ouvia. Apesar do curto espaço de tempo, estamos reunindo, congregando as pessoas que gostam de outros estilos musicais, e posso dizer pelo que vejo e tenho ouvido, que a quantidade de pessoas que gostam de boa música é maior do que os que gostam de porcaria, só que eles não se manifestam tanto quanto aqueles. Os shows dos bons artistas estão gradualmente retornando, e tem tido casa lotada, prova do retorno da boa música e do funcionamento do Marketing.

03 - Mesmo em Fortaleza, o reduto do Forró de Plástico, é unanimidade que lá esse forró decadente já diminuiu e alguns apostam até que está morrendo. Ainda bem!

O NOSSO MOVIMENTO:

Minha idéia é unir todas as pessoas que gostam de música de qualidade num grande e permanente movimento em direção às artes e à cultura, a fim de quebrar o monopólio de um só estilo de música no Rádio, garantindo a diversidadeartística e cultural. Temos andado muito dispersos nos últimos anos. O inimigo se aproveitou disso e tomou conta dos meios de comunicação. Permitimos literalmente que a raposa invadisse o galinheiro, enquanto ficamos apenas olhando sem nada fazer. Nosso movimento precisa ser direcionado no sentido de ocupar os espaços novamente, dos meios de comunicação em escala Regional, Estadual e Nacional.

Esse movimento organizado, que une todas as mídias de que temos acesso, terá por meta a união de todas as pessoas de bom gosto numa imensa "Corrente do Bem", que fará cada vez mais pressão no sentido de garantir espaços de diversidade na mídia, e consequentemente, formar mais platéia e bom gosto. O nosso público é grande, só está disperso. É preciso reunir essas pessoas dos 4 cantos. A nossa força estará nessa união. Será um movimento lento, porém gradativo e permanente, que espero contar com todos aqueles que não mais aguentam tanta decadência cultural, que não aguentam mais tanta porcaria no Rádio, e que desejam ouvir novamente MÚSICA DE VERDADE. Lançamos hoje a pedra fundamental desse movimento de resgate aos grandes valores; Não apenas musicais, pois a música decadente é fruto de uma sociedade em decadência. Por isso, é preciso investir nos grandes valores que formam o ser humano, que se baseiam sobretudo, na educação, que é o grande pilar da sociedade. Que possamos unir nossas forças, e todos os recursos disponíveis no sentido de cultivarmos o melhor do ser humano, e com certeza, todo o bem virá por consequência.

Una-se a este movimento. Em breve, o lançamento do site oficial. Enquanto isso, quem quiser participar, pode me adicionar no Facebook, twitter, ou outros websites para trocarmos idéias e estratégias para o combate ao monopólio da mídia:

www.facebook.com/dihelson
www.blogdocrato.com
www.chapadadoararipe.com
www.radiochapadadoararipe.com
www.culturanocariri.com
www.cariricult.blogspot.com
www.cariricaturas.blogspot.com
www.redeblogsdoceara.blogspot.com

VIVA A DIVERSIDADE MUSICAL. ABAIXO O MONOPÓLIO !

Abraços,

Dihelson Mendonça
Músico - Compositor, Pianista, Fotógrafo, Escritor.