.

domingo, agosto 01, 2010

Pessoas Especiais - Por: Dihelson Mendonça




"Há pessoas que não possuem o dom de fazer poemas belíssimos, daqueles que a todos encantam, dignas de entrarem para as academias de letras...

Há pessoas que nunca escreveram um livro, uma crônica, uma página, ou sequer sabem escrever...

Há pessoas que não são cientistas, daqueles capazes de lançar naves interplanetárias para levar o homem aonde nunca ninguém jamais estêve...

Há pessoas que não possuem o dom da oratória, de falar em público, de convencer, de arrebanhar multidões...

Há pessoas que não são fortalezas intransponíveis, onde os navios se esmagariam quais rochedos no mar...

Há pessoas que não possuem o dom de prever o futuro, de guiar outros, ou de curá-los...

Há pessoas que não são experts na natureza humana, não conhecem a sua psicologia, não possuem formação acadêmica, nunca leram Freud, nem qualquer outra filosofia...

Há pessoas que não têm o dom das artes, não sabem cantar, tocar um instrumento, pintar, esculpir, ou qualquer forma de arte humana...

Há pessoas que não conseguem controlar seus próprios instintos, seus impulsos, errando sempre e tentando acertar, galgando com grande dificuldade terrenos íngremes, aonde os grandes mestres percorreram de forma simples...

Há pessoas que se abalam por qualquer coisa, são frágeis e dependentes...

Mas essas pessoas, que aos olhos mundanos não possuem qualquer qualidade sobrehumana, muitas vezes possuem dentro do seu coração o maior de todos os dons: O Dom do Amor. O Dom de transformar a vida dos outros ao seu redor, dando-lhes conforto, contentamento e mesmo não realizando grandes proezas, fornece toda a base para que outros as possam realizar, e que sem sua ajuda, seria impossível...

São essas pessoas especiais, que com seu amor, carinho e dedicação, moldam o mundo moderno, que necessita cada vez menos de "Gênios", de "Einsteins", e precisa cada vez mais de pessoas solidárias e capazes de praticar o Bem, o Amor e trazer a verdadeira PAZ ao Mundo.

Essas SIM, são pessoas verdadeiramente especiais e necessárias ao mundo moderno"

Por: Dihelson Mendonça

3 comentários:

Alessandra Bandeira disse...

Caro amigo,

Nessa noite de insonia procurando algo para me distrair fui ver o blog do crato como sempre faço, mas algo me chamou atenção, ali aquele passaro morto no chão e outro com seu bico aberto, vou la ver o que isso, ai vim, vim sem pretensão, e acabei me emocionando , uma emoção forte , vc disse nesse texto tudo aquilo que sinto, tudo aquilo que penso, tantas pessoas em seu mundinho egoísta achando que sempre da o melhor, que e sensível as dores do iraque mas nao se condoí c aquele vizinho que passa fome ,

ha pessoas sim Dihelson de todas as formas de todas maneiras de todos os moldes, mas há uma pessoa Dihelson que tem uma luz própria que ilumina o mundo, que ao sorrir nos faz certeza de um mundo melhor, ha pessoas Dihelson ha pessoas e PESSOAS e vc para mim é a pessoa que ilumine que determina que e um guerreiro
lhe abraço e parabens por seu espaço único e tão belo seu blog

Dihelson Mendonça disse...

Obrigado, minha querida Alessandra, por visitar esse meu "cantinho" em que posso escrever as minhas bobagens sem que as pessoas possam tirar a minha pele. Fico muito feliz quando alguém como você se agrada de algo que eu escrevo. É muita responsabilidade.

Muito obrigado pelas suas palavras, minha querida!

Que Deus te dê mesmo tudo de bom e de belo que você tanto merece!

Dihelson Mendonça

Gabi disse...

Existem muitas pessoas que sabem amar e se esforçam de fazer alguma coisa bem feita, não precisa ser gênios. Esse tipo de gente que vc descreve às vezes manipula e convence os outros do que quer, por comodidade reciproca e medo de crescer. Acaba convencendo alguém que ainda não evoluiu ou amadureceu o bastante e que não sabe se responsabilizar por outro. Esse pode se apegar por preguiça e acabar ficando no mesmo degrau para sempre. E até reprimindo e carregando a culpa da evolução da outra pessoa que precisaria aprender e ter gratificações do que faz.
O mundo está uma bagunça a causa dessas pessoas que não por mal mas por falta de educação ao sacrifício em função da evolução não aprendem a fazer nada nem sabe se defender de que não quer que façam nada, para quem sabe, se sentir mais importantes e renunciar a viver de verdade. Medo de sofrer é a causa as vezes, mas, mais cedo ou mais tarde se não se é burros, se entende que o sofrimento é bem maior não encarando as próprias responsabilidades e não se manifestar ao mundo, tendo tempo de cuidar de si mesmo e de outra pessoa que se quer do lado.
Abraços,
Gabí